Post do aluno: Meu Cemitério

Compartilhe:

sonho-literatura-uniso

Por Lucas Garrido

Sonho sonha sem saber

Se só sonha se só vê

Se só vive sem sonhar

Ou se sonha sem viver.

 

Sonhos são só sensações,

em suma, sem sentido,

Ou são ensurdecedores

Esses santos sacros sonhos?

 

Sonhos certos são sucessos

que sucedem certos versos

Que semeiam em solo feraz

Só certeza, raciocínio.

 

Mas será que sonhos

super secretos

Sem cimento,

sem concreto,

só essa selva

de deserto

Sabem se são insuspeitos?

Se é que são exatos,

esses sonhos

Sem cérebro, bem decerto

Que sangram em excesso

São só sonhos,

fantasia.

 

São sementes, são incertos;

Certamente sem mistérios.

Certos sonhos são sucessos,

Certos sonhos:

cemitérios.

Compartilhe:

Conversas

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *