Graduação: aliviar a pressão é o melhor para escolher o curso certo

Compartilhe:

Com a proximidade do início do ano letivo, muitos estudantes ainda não se matricularam em uma instituição de ensino superior simplesmente porque ainda têm dúvidas sobre qual carreira seguir.

Grande parte das dúvidas surge por conta do tamanho da pressão ao escolher uma profissão, seja ela vinda da família, de amigos ou surgida na própria cabeça do estudante.

Mas, se você está se sentindo assim, alguns fatores importantes podem tornar este processo de decisão mais leve. Saiba quais:

Nada é definitivo

Na época de seus pais, escolher uma profissão poderia ser uma sentença de que aquela era a única área em que trabalharia até o fim da carreira. As relações de trabalho eram diferentes, não havia muitas das profissões que existem hoje e as pessoas costumavam se aposentar no primeiro ou segundo emprego de suas vidas.

Hoje isso mudou. Se antes trabalhar décadas em uma empresa era garantia de estabilidade, hoje o mercado já sinaliza o inverso. Ficar por muito tempo em um trabalho pode representar risco de uma futura recolocação.

E o que isso tem a ver com a escolha de uma carreira? Tudo. Se o mercado mudou, você também pode mudar. Se você escolheu um curso que não era bem o que queria e pretende mudar de área, isso certamente contará como uma experiência que, eventualmente, poderá até fazer parte de seu currículo.

Nada é perdido

Quando você inicia um curso, mas, posteriormente, desiste dele, pode ficar com aquele peso na consciência de que o dinheiro que investiu foi perdido. Mas, a depender da área que escolher, algumas disciplinas podem ser aproveitadas. Por outro lado, nenhum conhecimento e habilidade adquiridos podem ser considerados dinheiro jogado fora, ainda que disciplinas não sejam aproveitadas. O saber é o maior patrimônio do ser humano.

Tire o peso das costas

Ao chegar a hora de escolher um curso de graduação, você pode ter a sensação de que carrega todo o peso do mundo em suas costas. Relaxe! Todo mundo passa por momentos decisivos na vida e, nesta hora, o melhor a fazer é tentar tirá-lo. Não guarde as angústias para si. Converse com seus pais, com os amigos, pessoas com experiência na área em que cogita atuar no futuro. Todos eles já passaram por situações assim.

Procure saber

Se você está em dúvida entre um ou outro curso, não confie apenas em guias de profissões. Elas ajudam saber o que cada carreira oferece, mas apenas quem atua cotidianamente na área conhece na prática as alegrias e angústias de seu trabalho. Por isso, uma dica válida é contatar profissionais das áreas que gosta e entrevistá-los. Você irá se surpreender com a riqueza de informações e detalhes que eles podem transmitir a você.

Conheça a Universidade

Entretanto, se está em dúvida em relação à instituição em que irá estudar, nada melhor do que realizar visitas, contatar pessoas que já estudam lá e procurar se ambientar. Não tem tempo de fazer uma visita? Não tem problema! Aqui mesmo, no blog do aluno da Uniso, você pode conferir uma infinidade de vídeos com alunos de diferentes áreas que apresentam sua vivência, experiência, atividades em laboratórios, atividades práticas e muito mais. Quem sabe a chave de sua decisão não esteja em uma dessas produções.

Siga seu coração

Pronto, já recuperou a calma? Agora, com tranquilidade para decidir, segue a última dica: siga seu coração. Você, mais do que ninguém, conhece sua vocação. Pergunte em seu íntimo: o que sei fazer melhor? Como quero ser visto daqui a 10 anos? Que atividades me proporcionam mais prazer? Quais são minhas maiores habilidades? De que forma me destaco? E não venha com essa que você não é bom em nada, pois os maiores gênios que a humanidade um dia pensaram assim de si próprios – alguns, como Einstein, foram até expulsos da escola, já que não se encaixava nos padrões da instituição.

Escolher uma carreira não é fácil para ninguém. Mas, certamente, ao bater o olho em uma lista, saberá quais os cursos que despertam ou não interesse. Na Uniso há dezenas de cursos, certamente um deles é a sua cara.

Compartilhe:

Conversas

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *