azerutan – João Paulo Hergesel

Compartilhe:

azerutan é um poema premiado com menção honrosa do VI Concurso Literário da Natureza – edição 2017.

 

natus, nascere, nascer

urus, oritur, surgir

natura: a força que gera

 

nature, natureza, naturaleza

naturalizada em todos os idiomas

 

é mãe

dos minerais, vegetais, animais

e nossa

 

é vista

na literatura, teatro e pintura

naturalistas

 

é vida

na campina isolada, pele

na copa das árvores, pulmão

na nuvem sobreposta, cérebro

na correnteza dos riachos, circulação

 

turu, turu, turu…

na tureza da rocha

ouve-se o coração da natureza

 

chega o homem e

madeira!

faz tudo ao contrário

na dureza do coração humano

temos a rocha — é sua natureza

João Paulo Hergesel
Acompanhe-me
Compartilhe:

Conversas

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *