A Morte me deu os Parabéns!

Compartilhe:

Sumi? Sim, sumi!

Foi proposital? Não… foi a vida de adulto que não me recordo de ter pedido para ter, mas a tenho!

Mesmo assim, escapei um pouco dela no último feriado, (12/10), para ir ao cinema e assistir a um filme que achei que fosse detestar. Porém, o filme surpreendeu-me de forma positiva e rara!

 

Gente, pensa em um filme que assim que começa, você imagina: já vi esse filme antes. É o típico filme adolescente de terror dos anos 90/2000 que tem uma adlescente magra, loira e gata, super popular, mebro da irmandade Kapa Omega Zeta, que trata todo mundo mal, além de sair com TODOS OS BOYS sem deixar um, SÓ UM para alguém.

A grande diferença desse enredo narrado para o assistido recentemente é que este é um filme que mistura MUITOS gêneros do cinema: você vai rir DEMAIS com diversas cenas, vai se emocionar em outras e tomará breves sustos em poucas.

A premissa de que a vítima volta ao mesmo dia toda vez que morre chega a ser exagerada e até isso vira piada no filme.

O tentar descobrir quem é o assassino da LouraPop passa por estágios: diversão, tédio, cansaço, diversão de novo e previsível.

Mas ainda assim é um filme bem original.

Vale muito a pena ver!!!

Vão e me contem o que acharam!

Luccas Fukushima

Luccas Fukushima

Luccas é simples, engajado, honesto, sincero. Ele ama o que é bom sem deixar de apreciar o que é ruim e espera que aqueles que o leem façam desta uma verdadeira recíproca.
Luccas Fukushima
Compartilhe:

Conversas

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *